segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

O famoso Briefing

Conforme postado na semana passada, criar uma identidade visual requer relativização e diferenciação. Assim, "cada caso é um caso". Definir cores, formas e compor o design de acordo com as especificidades do cliente resulta num trabalho único e original.Então, para proporcionar o que o cliente espera é vital que informações relevantes sejam transmitidas pelo mesmo.

A AGÊNCIA DO SITE não costuma enviar briefings ao seu cliente. Ou seja, aquelas entrevistas extensas que buscam extrair o máximo de informações. O motivo é simples: clientes, em sua maioria, não gostam.

Costumam responder superficialmente, têm muita pressa e apostam suas fichas na criatividade da equipe. De fato, o projeto só é finalizado após aprovação final, garantindo revisões ilimitadas. Entendemos o que o cliente deseja conforme as alterações solicitadas ao longo da criação.


Contudo, neste post, vamos sugerir alguns pontos que podem ser informados inicialmente, para direcionar a equipe com maior precisão.


1. A empresa


a) Definir a empresa
Conhecer a empresa, em seus aspectos básicos, ajudam a traduzir tais características na identidade visual. Por exemplo:

empresa alegre e expansiva => identidade visual com cores mais vibrantes;
empresa séria e tradicional => identidade visual mais conservadora

b) Definir o público alvo

Conhecer a quem se destina a identidade visual ajuda a inserir elementos voltados ao público específico.

público infantil => uso de elementos lúdicos
público feminino => uso de elementos delicados

c) Definir o produto

Conhecer o produto/serviço principal da empresa pode tornar a identidade visual mais precisa:

produto: doces => uso de figuras correlatas, como um muffin, por exemplo
serviço: aulas de música => uso de gravuras relacionadas, como uma nota musical

2. O mercado


Conhecer a concorrência ajudar a estabelecer um nível mínimo de padrão a ser atingido. O tão utilizado benchmark nada mais é do que a comparação sadia entre "rivais".
Portanto, informar à equipe links de sites concorrentes pode ser mais um trunfo para a criação.

3. A mensagem


O que a identidade visual deve transmitir? Essa pergunta é muito subjetiva.


Como a identidade visual deve ser percebida depende dos objetivos de cada um.
Conservadora, inovadora, séria, delicada ou agressiva...Tudo varia de acordo com a combinação dos elementos. A pretensão do criador deve ser determinada pelo cliente pois apenas este pode definir o que se objetiva. Portanto, definir a essência da mensagem é muito importante.


Exemplo:


Comparemos a percepção de 3 marcas pela maioria das entrevistadas :

 
  

1o caso: mensagem a ser transmitida pela Colcci: fashion, de personalidade forte, destinada a mulheres com presença, modernas e ousadas.

2o caso: mensagem a ser transmitida pela Chanel: elegante e tradicional, ideal para mulheres sofisticadas, discretas, principalmente aquelas inseridas num ambiente profissional


3o caso: mensagem a ser transmitida pela "O Bicho Comeu": moda infantil, graça e requinte para todas se sentirem pequenas princesas.


Poderíamos citar muitos outros exemplos. No entanto, não pretendemos criar estereótipos. A idéia-chave é fornecer informações objetivas e relevantes que oriente a criação da identidade de visual no sentido de adequá-la aos ideais do cliente.
Preterimos o briefing, acreditando o objetivo do mesmo deve ser conquistado junto ao cliente, ao longo do projeto.

Solicite um orçamento sem compromisso!

Nenhum comentário:

Postar um comentário